terça-feira, 19 de junho de 2012

Circuito Litorâneo - São Sebastião (de Boissucanga a Barra do Una)

Acesse a galeria de fotos deste roteiro


Trip envolvendo algumas ou todas as praias pertencentes ao município de São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo, possível de ser concluída em um dia, mas sendo recomendados pelo menos dois, para que se possa ter maior aproveitamento dos atrativos visitados. Ao longo do trajeto, é possível acessar trilhas para cachoeiras ou praias desertas.

Em nossa trip, realizada entre os dias 15 e 17 de Junho de 2012, passamos por três praias: Boissucanga, Cambury/Camburizinho e Barra do Una, sendo a primeira das duas noites da trip em uma pousada em Boissucanga e a segunda acampando na Barra do Una. Questões logísticas desfavoreceram-nos a maiores explorações pela região.

Croqui do trajeto realizado

Boissucanga ou Boiçucanga

Aproximadamente 2km de areia compõe esta bela paisagem costeira, cujo nome, em tupi-guarani significa "cobra de cabeça grande", e que conta ainda com uma marina, onde barcos pesqueiros podem conduzir visitantes para ilhas e outras praias da região. Suas águas calmas convidam ao banho ou ao mergulho. O subdistrito de São Sebastião possui completa infra-estrutura, podendo-se encontrar hospedagens dos mais variados preços (ficamos na Pousada Toca do Capitão, cuja diária nos custou apenas R$30 por pessoa). A partir do costão esquerdo desta praia, é possível acessar as praias de Fora e Brava de Boissucanga, ambas desertas e paradisíacas.

 

Cambury/Camburizinho

Localizada 2km a Sudoeste de Boisucanga, estas duas praias são praticamente conectadas entre si, separadas apenas por um filete que corresponde à foz do Rio Cambury. Ainda entre as duas praias, há uma ilhota, que caracteriza o lugar. Independente da maré, formam-se piscinas naturais ao longo dos rochedos desta ilhota. À esquerda do Camburizinho, existem duas praias desertas, acessíveis somente pelo costão.

 

Barra do Una

Esta é, sem dúvidas, a praia mais bela que visitamos. Seu canto esquerdo dota de um formato peculiar, um belo ístimo de areia fofa e clara, desenhado pela foz do Rio Una, que ali deságua. Este rio de águas escuras contrasta com as águas cristalinas do mar, formando um espetáculo natural. A infra-estrutura aqui se dá por alguns quiosques de praia, e pequenos pontos isolados ao longo da vila da Barra do Una.


Ilhas

A partir de praticvamente todas as praias visitadas, é possível ir de barco para as ilhas próximas, porém, recomenda-se acessá-las a partir das praias de Juquehy, Barra do Sahy ou Barra do Una, pela menor distância a percorrer em mar, o que barateia os custos de transporte. O arquipélago "As Ilhas" também pode ser acessível a nado, mas deve-se tomar cuidado com correntezas e condições gerais da maré.

Ilha dos Gatos

Montão de Trigo

"As Ilhas"

Outros dados do roteiro

- Toda a costa percorrida pode ser feita por ônibus urbanos e intermunicipais.
- A partir de Bertioga, é possível pegar linhas de ônibus intermunicipais operadas pela Litorânea para Boissucanga (R$6,70) ou descer em praias anteriores, como a Barra do Una (R$5,20).
- Para ir a Bertioga, basta pegar o trem para Mogi das Cruzes (estação e Terminal Estudantes) (R$2,90), e lá, embarcar na linha rodoviária da Breda, para Bertioga (R$16,70).
- O ônibus de Boissucanga à Barra do Una (empresa EcoBus/São Sebastião) tem tarifa de R$2,60.
- Para quem tem pressa ou dispõe de pouco tempo, existe ônibus que sai do Terminal Rodoviário Tietê direto para Boissucanga, mas custa R$39,20, praticamente o dobro do preço!
- Para ir de carro, bicicleta ou moto, basta seguir para Mogi das Cruzes, acessar a BR-98(Mogi-Bertioga) e tocar até o final da mesma, no trevo de conexão com a Rodovia Rio-Santos. Acesse-a pelo sentido Rio de Janeiro e siga as orientações das placas indicativas. A Barra do Una fica a aproximadamente 40km de Bertioga, enquanto Boissucanga fica a 60km.

Rodovia BR-98 (Mogi-Bertioga) - Mirante da Cachoeira do Elefante (Rio Itapanhau)

- A prática de camping em praias é vetada pelo Decreto Estadual nº 52.388, de 13/02/1970, mas irônica e, quiçá, despropositadamente, permitida fora de seus limites, pela própria Constituição Federal. No entanto, para evitar possíveis conflitos com a lei, uma boa alternativa é recorrer ao bivaque (dormir ao relento ou sem um abrigo armado). Quaisquer possíveis inconvenientes quanto ao camping nas praias paulistas são de inteira responsabilidade de quem o praticar. Preserve o meio! Ao acampar ou mesmo visitar algum local, recolha todo o lixo produzido, evite fogueiras e deixe o local exatamente como o mesmo era antes de sua chegada! Bom senso faz bem e o mundo agradece!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário sobre o blog!

Real Time Analytics